domingo, 23 de novembro de 2008

sempre sobra o vazio



.

13 comentários:

Anônimo disse...

Uma Mandala(segundo Jung,circulo mágico que representa simbolicamente a luta pela unidade total do eu).
Günther.

Anônimo disse...

Sempre nadei contra a corrente,o que me fortalece.
Günther.

franka disse...

parece também um chapéu.

Anônimo disse...

Muito bem:
Estamos indo da Grécia para a India,da India para a Casa do Chapéu;Mexicano ou Oriental?
Do México para o Oriente.
Pode nos fornecer mais uns guias de viagem,Bê?

Günther.

GUGA ALAYON disse...

Suroboros agindo em grupo. Lindo!

GUGA ALAYON disse...

a pseudo-espiral-suroborática, sugando a todos e a mais ninguém.
morto-contínuo, enfim!

Anônimo disse...

Discordo do morto-contínuo.Acho mais mútuo-contíguo,onde ninguém gostaria de ser a locomotiva,mas o último vagão.
Günther.

disse...

neste caso, gunther, o último vagão é a locomotiva!
e o vazio, a possibilidade da criação

disse...

um chapéu, franka!? mais um adorno para o vestido da beá (que continua me instigando)

disse...

suroborus, guga! ahahah

café com pão, café com pão, cafécompão

alagoog disse...

exato, B
grafei errado
bj

Beá Meira disse...

Puxa, Bê
Esta foto parece uma cestaria indígena. Mas há mesmo algo de atávico nesta serpente.
Ou devo dizer destas serpentes.
Aaaaaaaahhhhhhhhh! É apenas um photoshop!

disse...

apenas um photoshop, beá
apenas uma ferramenta a nosso favor