sexta-feira, 8 de agosto de 2008

vislumbre

.




VII.
Atrás da nossa casa trabalha um rio.
O alumínio dos peixes vislumbra.


Manoel de Barros
Caderno de apontamentos
Concerto a céu aberto para solo de ave

desenho em grafite trabalhado no photoshop

.

3 comentários:

Beá Meira disse...

Silvia que linda esta paisagem!
Adorei o espaço infinitamente branco sobre nossas cabeças.
Ai que delícia este níveis, as escadas, os nós, tudo se movendo. Tão sintético!!!
E esta vinheta nova a direita, que linnnnda espiral, broto, cacho, pictograma que quer dizer crescendo e variando. O erro orgânico, a manifestação da criação.

disse...

nossa, beá, que delícia de comentário! obrigada!

"o erro orgânico"...adorei!

peri s.c. disse...

Bê, parece que você tem uma certa queda pelo Manoel de Barros. Se você não conhece, sugiro um interessantíssimo texto sobe ele, no livro Inventário de Sombras do José Castello.