domingo, 22 de junho de 2008

cascas in loco


Andy Goldsworthy, lembrei dele hoje. A Beá me apresentou ao trabalho dele há alguna anos atrás, nunca sei precisar o ano, anoto nos caderninhos as idéias mas tenho a mania de colocar apenas dia e mês, depois nunca sei o ano. Pois bem, ela colocou um livro diante de mim e disse: você conhece o trabalho do andy goldsworthy? Tem tudo a ver com seus trabalhos... abri o livro e me encantei. Pelo que entendi, ele percorria lugares em suas épocas mais vibrantes, como um bosque de plátanos no outono, ou um mato em flor. Ali ele recolhia uma forma com cor mais intensa e, alí mesmo, sob aquela luz específica, criava uma nova ordenação para as formas/cor locais e fotografava, registrava uma pequena intervenção humana sobre a paisagem. Achei aquilo lindo.


Hoje fui ao sitio dos meus pais, lá, como sempre, me encantei com uma manifestação: o descascar das jabuticabeiras. As cascas prateadas, leves e perfuradas, lindas. Vou recolhê-las pensei e fiz, mas... vão quebrar no transporte, sobre a mesa serão diferentes... foi aí que lembrei do trabalho do Andy e comecei a juntá-las e montá-las sobre uma ondulação do terreno, numa clareira entre as jabuticabeiras, com a luz de um dia nublado que tornava as cascas prateadas, nenhuma outra luz as deixariam daquele jeito.



Montei e fotografei ali mesmo.



Depois levei a pilha para a lareira.


.

8 comentários:

M.J. disse...

Silvia, isso aí acima é mais um invasor malicioso...

M.J. disse...

As fotos. Cascatas prateadas.
Lindas cascastas de cascas.
Fotografou o fogo também?

drake disse...

que coisa mais bela silvia
registro consistente das formas da natureza

Beá Meira disse...

Silvia a primeira foto está impecável. Parece um mar de cascas.
O vai e vem das ondas prateadas furadas de sombras.
Que pestes estes invasores, em M.J.?

disse...

pronto! já dei sumiço no invasor malicioso!

disse...

obrigada!
será que cascata vem de casca?!?


não, mj, não fotografei o fogo...

disse...

um mar revolto, como você gosta, drake!

disse...

também gosto da primeira,beá, na verdade foi uma das últimas fotos que tirei...

furadas de sombra!